AMAR-TE EM POESIA

Yna Beta

 

Nosso amor não se contradiz

Tem o olor de flores silvestres,

Poema em versos que sempre te diz

Que meu coração jamais te esquece

 

Te amei outrora, como jovem aprendiz.

Mas em nosso romance foste o mestre.

Não tem presente mas me deixou feliz

Amar-te em poesia, ainda me apetece!

 

 

 

Na penumbra daquele bar

                      Yna Beta

 

Lembro-me bem daqueles momentos,

ao som do bolero, sendo tocado ao piano.

Nossos corpos colados, em sensuais volteios e os olhares nos traindo,

tentando encobrir nossos desejos.

Suas mãos, em um frenético vai e vem em meu dorso,

nossos lábios se roçando num gostoso beijo.

Com nossos corpos ardentes, envolta em seus fortes braços,

de mansinho a pista de danças era só um distante espaço

à procura de uma penumbra daquele Bar ...

  

 

Magia do  Amor
 Yna Beta

 
Daqueles momentos de intenso desejo
Tentei com todas as forças conter,
Os impulsos que afloram, eu ensejo
Me pergunto se te posso querer.

 

Imagino os instantes profanos
De ternura e loucuras... Enfim
Relembrando o amor que amamos
Da saudade que bate em mim.

 

Hoje sinto a magia do amor
Que construímos sem mesmo sentir,
No meu peito sinto todo o calor
Que a entranha teima em mentir!

 

 

Tube e formatação SUELYDAM