AMOR INCONDICIONAL
Vera Mussi


Nas migalhas que restaram...
(pobres de emoção)
Conservamos íntegro
o tesouro de uma vida inteira.
Na paixão derradeira
nossa alma almeja a paz...
E disso ela é capaz!
 
Estamos unidos por um fio, tênue demais,
nos sonhos já vencidos
Tudo e nada mais...
Nas distâncias, pelos sentidos,
Sem compromisso!
Apesar disso...
Sempre juntos, de coração a coração...
 
A consciência dessa verdade
dita a regra da grande felicidade:
A fidelidade fraternal!
O amor ao outro, sem exigências,
consagrando a essência do Amor incondicional.
 
Sagrada magia de uma existência feliz!
Vamos usufruir desse Amor
como se fora o Norte da única raiz...
- O instante supremo...
Até que a Morte nos separe...
Um encontro marcado com a alegria somente,
Sem dor nem fantasia amante!

Único segredo eternizado
pela história desse enredo profundo:
"A glória e o esplendor em algum canto do mundo"
Fruto do verdadeiro agir das almas purificadas
Sabedoras do Destino - Maior
Eternamente voltadas ao bem do Outro!
 

Vera Mussi
Setembro / 2011
 
 
 
 
 
Adorável Tempo ...
Vera Mussi

Despedimo-nos do passado!
Inquestionável o nosso agir
Pela alma e coração foi aprovado!
- Agora vamos acreditar
No bem que há de vir...

Na eterna saudade de amar
Vamos lembrar...Sim!
Apenas o afeto semeado
No jardim de outrora...
Conseguimos replantar
Novo aprendizado
Pela existência afora...

Apesar de todo o acaso
E sutis enganos...
Não foram em vão
Todos os sonhos...
- Apagaremos da memória
Sem descaso...
Os cacos do cristal trincado
Transformados
Em divinal história!

Alcançaremos amadurecidos
- O topo da vitória do saber viver
Exaltaremos os desejos permitidos
- Até o último querer...

Vencida a última lembrança
Resta a esperança vã ...
Inefável momento sagrado
No dia de amanhã...
Um coração renovado!

Régio presente para nós dois...
Desde ontem ...Fora prometido
Pelo eterno acontecer
Outros sonhos... bem depois...
Adorável tempo será devolvido...
No próximo amanhecer...
"Que será, será"...


VERA MUSSI
27.01.2008

 


 

Em momentos pertinentes ...
 

Vera Mussi

21.02.2009

 

 

Em momentos pertinentes...
Um coração perseverante
canta versos com calma
curando as dores da alma aspirante
 
No silêncio orante...
Afaga a divindade
em rimas de perdão inteligente
com lágrimas de felicidade!
 
Vozes prisioneiras
do amor - melancolia.
Uma dor inteira
sem culpas
dá razão à nostalgia
sem ação... Tardia...
 
Estranha emoção passageira
nesse instante
sem cor nem euforia...
Só desculpas.
 
 
Suspiros do coração
em retalhos
doam-se às almas puras...
Agasalhos
Com ares de solidão
devolvem à inspiração
os atalhos...
 
 
Ao som das ternuras
novos céus, nas alturas
Novo tempo, nova terra
Grande Fé se encerra!
 
 
 
Na revelação fronteiriça
um régio convite
à lídima justiça
Com saber pleno
à alvura do Ser
um sonho ameno
em refrigério
ao viver sereno...
O mais doce mistério !
 
 
A alma purificada
muito além,
será bem-vinda ao coração
pela Verdade do Espírito
concedendo todo bem...
 
A reconciliação como fim
- De mim para Ti -
- De Ti para mim -
resgata o Único Amor
com a graça do Perdão!
 

 

Tutorial 100@ SuelyDam