Silêncio

Rute Seubert

 

 

Aquieto-me dentro de mim em puro silêncio

Tento ouvir o som dos anjos a me dizerem o que fazer.

Mas minhas dores desfazem minha quietude e logo minha

Mente voa como pássaro em busca do aconchego em seu ninho,

 

 Tento novamente; busco o silêncio,

 Desta vez vejo você a estender-me a mão amiga

Com tanto amor que luzes brilhavam de suas palmas

Sedosas.

Sorri e dobrando meus joelhos agradeci por ter em meu coração,

Amiga como você cheia de compaixão, a dividir com seu semelhante

Tamanha nobreza.

Novamente um verdadeiro silêncio me domina é como se uma corrente

De voltagem, sem limites, tivesse atingido todo o meu ser,

Levando para o mais profundo abismo todo o sentimento de dor,

Material e espiritual, deixando apenas a gostosa sensação

De leveza e cura total.

 

 

Visões de Amor
Rute Seubert
 
Que bom seria se tudo víssemos com a visão do amor.
Deixaríamos de ter tanta ilusão e egoísmo.
Faríamos nossa vida com mais cor.
Queria eu nesta visão ter domínio sobre meus sonhos,
e deixar meu coração indicar o caminho, para
não mais sentir o vazio do próprio tempo.
Que poderá existir de dominante? só a visão do amor!
para que eu possa controlar estes lúgubres pensamentos.
Tenho a sensação de estar sobre uma alta montanha,
de onde vejo os seres humanos tão pequenos a correrem de
um lado para o outro como se buscassem urgente um
lugar onde tivessem a visão do que é o amor, mas
nada encontram.
Dão de si a própria vida na intensa busca e depois,
voltam com o coração e as mãos vazias.
Onde andas amor?
 
 

INSTANTES ETERNOS

Rute Seubert – SC

 

Cada instante tem uma magia só sua.

Instantes de Felicidade.

Instantes de acontecimentos sem nenhuma significância.

Instantes de lembranças amargas, com dor e saudade.

Instantes que nos levam de volta a infância.

Instantes que nos levam ao delírio,

por eternas lembranças.

Instantes que fazem destas lembranças um martírio.

Instantes de pavor, por não podermos segurar a vida,

quando a morte chega.

Instantes que devemos ter certeza, pois a morte é...

A única certeza infalível na vida.

Instantes... que gostaria fossem falíveis e eternos.

 

 

 

O que será!
Rute Seubert
 
 
É Raiva?
                 Amor?
                               Despeito?
                                             Ciúmes?
                                                            Saudades?
Será que estas perto ou distante?
E este ciúme que sinto por ti e arde minhas
entranhas?
Será meu corpo que ainda deseja o teu?
A ponto de tirar minha quietude?
Ou será só obsessão?