Laços de Amor

Rita Rocha

 

Num recanto bem risonho

construímos um castelo,

pra viver todos os sonhos

  deste  amor tão forte e belo.

 

Nem o tempo, nem o vento

puderam nos separar;

pois se tudo era contento

conjugando o verbo amar.

 

Céu nublado ou claro dia

noite escura ou estrelada;

o coração  sempre ardia

entre  afagos... enleada...

 

Sombra nenhuma mirava

pelas frestas do castelo;

onde a felicidade pairava

sobre o amor sem paralelo.

 

Contudo o tempo  passava

 por entre beijos e abraços,

e este amor que não cessava

prendeu-nos com fortes laços.

 

Santo Antônio de Pádua, 02/06/2017

 
 


 

Ainda Há

   Rita Rocha

 

Restinho de saudade espalhado

e muito choro a seco reprimido...

No descaminho, a lágrimas sulcado,

mistério, amor jamais correspondido.

 

Também se escuta um tétrico gemido,

 tamanha a dor no peito concentrada.

E mesmo se chorar só escondido,

a face sempre ficará marcada...

 

Ainda brilham, tristes, os sorrisos

nos lábios da pessoa mais amada,

nos olhos dos amantes, tão concisos

 à fala de um amor, tão almejada!...

 

Ainda há dor de amores já perdidos

vivendo dessa eterna e vã saudade

 que, entorpecendo tanto seus sentidos,

não lhe permite achar felicidade.

 

 

 

 A Paz

        Rita Rocha

 

Pela magia que há nesta palavra,

põe fim à guerra e até armistícios lavra,

pois predispõe-nos à felicidade

e aos bons princípios da fraternidade.

 

São três letrinhas de um valor real,

 mas de uma força sobrenatural,

contendo em si essa preciosidade

de serenar qualquer rivalidade!

 

O que é preciso é nos posicionar

em prol da paz e a sua causa abraçar

pois pouco importa o nosso credo ou cor,

se é pela paz que se transmite o amor!

 

Se em nossas almas tal dom vigorar,

o amor teremos em qualquer lugar...

Não mais discórdias o mundo há de ter

se sobre o mal a PAZ prevalecer!

 

 

 

 

   Sou  Poeta?

       Rita Rocha

 

Disfarço-me num verso que, perdido,

em meio ao fogo e à forte tempestade,

tem essa imagem por não ter obtido

"tamanho" exato, ou versatilidade.

 

Se trago um versejar bem comedido,

carrego afeto e paz, simplicidade,

bagagem de algum tempo já sofrido

em mãos de tal suscetibilidade.

 

Presumo que ele seja incompreendido

devido à métrica e à plasticidade,

contudo, segue firme em seu sentido.

 

Num caminhar fraterno, é estendido,

tapete em sonhos, sem notoriedade,

mas que me augura, enfim, felicidade. 

 

 

 

 

Arte, formataçao e tube: SuelyDam