NOSSA LUZ
MARIA TOMASIA
11/10/2011

Nossa luz nunca deixará de brilhar,
pois a luz que é emitida pelo amor,
em tempo algum irá se apagar;
ela terá o mesmo esplendor.

É seguindo-a que iremos nos encontrar,
quando daqui tivermos que partir,
porque ela sempre irá nos mostrar
o caminho que devemos seguir.

Juntos, nosso futuro será jubiloso
e caminharemos de mãos dadas.
Com nosso amor que é poderoso,
até as estrelas serão galgadas.

Tomaremos banho de chuva;
como crianças, gritaremos de alegria,
dos vinhedos apanharemos uva,
nossa vida será uma poesia.

Quando chegar a hora do recolhimento,
nos amaremos com amor e paixão,
até chegarmos ao relaxamento...
Jamais precisaremos pedir perdão.

Com esse grande amor que sentimos,
tempestade alguma nos atingirá,
porque a luz que nós emitimos
eternamente, pra nós, brilhará.
 

 
 
 
 
 
APAIXONADOS
Maria Tomasia


Quero sentir teu gosto

num beijo que só tu sabes dar...

Mas vem bem disposto,

mitigar a fome que quer me devorar.


Afaga-me até que eu fique maluca,

dedilha meu corpo sem pressa.

Beija-me, até eu ficar caduca;

venha, porque a hora é essa.


Fica aqui para sempre,

sem pensar em ir embora.

Traga-me o calor do teu amor,

quero-te logo, sem demora.


Preciso sentir teu cheiro

que me deixa embriagada

e em mim entranha o tempo inteiro,

me deixando mais apaixonada.
 
 
 
 
A TI DECLARO O MEU AMOR!!!


Está tão lindo o céu, todo estrelado!
Oh Deus! Quanta beleza há pela noite...
Perfumes raros as flores exalam...
Só falta estar comigo o meu amado!

Até a cachoeira parece cantar...
A noite é fria e me faz dormitar...
Os olhos cerro, tentando algo ouvir,
Mas, de repente, começo a sonhar!

Ao meu lado te vejo a me abraçar
A sussurrar-me palavras de amor!
Por entre flores, nos pomos a andar
E apaixonados beijos a trocar!

Que maravilha! Como estou feliz!
Jamais pensei alcançar o que quis:
Ter-te ao lado, em perfeita sintonia!
Findo o meu sonho, ali já não te achavas,
mas o teu cheiro em mim permanecia!

Ah, como gostaria de te dizer
Em madrigais o que sinto por ti...
Mas como a tanto não me atreveria,
Dirá este poema o que eu diria!



 
 
 
 
 

Todos os direitos reservados