ASSIM TE VEJO
José Ernesto Ferraresso
 
Percebo tua presença
aceites e me sintas
com dedicação, afeto e
compreensão.
 
Reconheço que estás triste
sei que a dor é grande
e a partida mais
procuro te proteger
como se essa aflição fosse minha
 
Sei de teu desânimo
vejo tuas lamúrias
procuro te auxiliar
e jamais te abandonar
 
Entro em teus mistérios
procuras a paz, para teu espírito
sei que te afliges
mas não desistes porque tens fé.
 
Tua expressão de convicção
através de teu amor e caridade
fazem renovar tua mente
e se apegar na espiritualidade.
 
Com essa perseverança
recorres à vida espiritual
mostra-me tua autenticidade
sempre para o bem
e nunca para o mal.

 

Serra Negra
23/01/13

 

 



 Dá-me, Senhor...
 José Ernesto Ferraresso

O dom de perdoar,
aceitar as intempéries da vida e
olhar diferenciado para os humildes.
Retira de mim este orgulho,
esta vaidade, este egoísmo
e faz-me uma pessoa do bem ,
da ingenuidade e simplicidade.
 
Dá- me, Senhor...

A força espiritual de que preciso
para aceitar seus desígnios. 
O ensinamento de Teus exemplos,
quando ensinaste a todos,
mesmo àqueles que não acreditavam
em Tuas palavras e nem 
que eras o Filho de Deus.

Dá-me, Senhor...

A paciência, a aceitação
e o amor que tenho de transmitir
para os que me rodeiam
neste momento, e então,
voltarei ser feliz como era.

Obrigado, Senhor, mais uma vez,
por jamais  me abandonar,
e nunca me  deixes de Te acreditar.

Serra Negra
26/06/13

 

 



CERRAM AS CORTINAS
 
José Ernesto Ferraresso
 
Ao fecharem
repartem as faces do amor,
cada cena foi uma etapa,
um começo meio e fim
de uma emoção
que ainda perdura.
Neste ínterim,
vivemos ao mesmo tempo,
fomos os participantes
de uma cena ou mais,
de um romance
que ainda não chegou ao seu fim.
Temos de reviver
para complementar este capítulo,
dar um ponto final,
ou uma continuidade.
Vamos nos mascarar
ou revelar a verdade?
Enfrentar esta realidade
ou colocar um ponto final
e terminar com esta intimidade.
 
Serra Negra
23/06/13

 

 

 

 
Uma Lágrima
 
José Ernesto Ferraresso
 
Às vezes nos surpreendemos
com momentos difíceis desta vida ,
quando vemos uma lágrima rolar.


Não sabemos se há alegria
ou dor naquele olhar;
sofrimento ou encantamento,
momento que acontece sem
esperar.
 
Que bom que existissem
lágrimas destas formas
" puras
e virtuosas"
 
Lágrimas que  rolam sem motivos,
podem ser desafios
e tristeza ao mesmo tempo.
 
Lágrimas que ocorrem sem querer,
na perda de um bem ,
de uma lembrança,
ou de um  choro de uma criança.
 
Ocorrem nas lembranças,
e nas manifestações
de euforia e dor.
 
Na magia e na naturalidade
na bondade e na exaltação,
como réplicas de sofrimento e afeição.
 
Serra Negra
04/03/13