Amor Sem Fronteiras
faffi
(Silvia Giovatto)
 
Quero te amar, como amo a lua,
quando passeia no céu entre as estrelas,
desvendando o segredo da noite escura.
Quero te amar, como amo a passarada,
quando voam em revoada, procurando
gotas de orvalho, nas folhas cansadas
de bambolear com o vento da madrugada.
Quero te amar, como amo as flores
que desabrocham no meu jardim,
colorindo e perfumando,  a minha história sem fim..
Quero te amar, com a emoção do trem
que passa apressado, carregando os sonhos
dos seus passageiros afadigados e adormecidos.
Quero te amar sem fronteiras,
 sem paradas, sem distância, sem nada.
 

 

Estacionada
faffi
 
Não quero chorar de saudades,
nem sorrir com falsidade,
mesmo sabendo que estou morrendo,
 um pouco à cada dia.
Quero continuar assim, sem nada falar de mim,
só ouvindo o que você tem à dizer.
Chorar é um ato de derrota,
não me sinto derrotada, me sinto estacionada.
Acho que parei no tempo para te satisfazer,
esqueci de mim, para pensar só em você.
Se o resultado foi fatal, azar o meu!
Agora você pode fazer voltar o tempo,
 e com uma noção exata do passado e do presente,
 descobrir  o que nunca se deu conta...
Que  ninguém te amou mais do que eu.
 
faffi / Silvia Giovatto
 
 
 

O Beija-flor e a Flor
faffi...

(Silvia Giovatto)

Mal o dia clareava,
um pequeno beija-flor chegava
invadindo o jardim para sugar o mel da flor.
Quem por ali passava, assistia sorridente
esse lindo ritual do amor...
entre uma rosa e um beija-flor!
A rosa sorria quando o pássaro chegava
e à ele seu néctar ofertava.
O Beija-flor apaixonado,
 aceitava aquele néctar encantado...
A rosa cada dia mais viçosa, caía em prantos
quando o pequeno pássaro atrasava.
Seu perfume invadia o campo,
sua beleza encantava os outros pássaros,
as outras flores, os outros jardins.
Todos sabiam que esse amor era sem fim!
Um dia o beija-flor chegou meio atrasado
e não encontrou sua flor...
Ali só tinham pétalas caídas, carregadas pelo vento forte
que soprava sem parar...
Seria o fim do amor?
sim, era mesmo o fim!
 a rosa linda murchou...o vento veio
e a flor despetalou, sem nem mesmo perceber
que ela fazia parte de uma linda história de amor,
entre uma rosa e um beija-flor.