À FLOR DA PELE

Yna Beta / Humberto - Poeta



Ah...que saudade de teus braços

Estreitando-me em teus braços.

Do aconchego em teu colo amado,

De rever teu sorriso assanhado.




Eu também tenho saudade

Dos teus sensuais abraços,

De dar na tua intimidade

Os meus beijos mais devassos!



De beijos cobrir teu corpo, e em pleno gozo

Te amar do modo mais libidinoso!

À flor da pele sinto a chama desse ardor,

Que faz ferver nosso devasso amor!



Eram beijos de loucura,

A levar-nos à exaustão;

Perdias até a compostura

Rendida à devassidão!



Me agito louca, alheia a quaisquer pejos

Presa ao fúror de inconfessos desejos

Que vão além, muito além de simples beijos!



O teu corpo todo arfava

A me encher de vis ressábios,

Quando ávido eu beijava

Aqueles teus outros lábios!