ÀS FORMATADORAS
Humberto Rodrigues Neto


Ela analisa e sente o belo tema
e os versos vai gravando na lembrança
atenta ao estro que o poeta lança
nos meandros que tece em seu poema.

Mil filigranas a um fio d´ouro trança
e ausculta a nota de um sutil fonema;
mistura a cor ao som, compondo um esquema
que guarde com o texto semelhança.

Por ser-lhes a arte um vício, quase um ópio,
fazem da mente seu calidoscópio,
quais belas fadas de paleta em punho!

Sem as guirlandas que essas musas criam,
nossos poemas jamais passariam
dos insossos rabiscos de um rascunho!

 

Ele fez para mim e para todas as artistas do PSP.




ARTE FORMATAÇÃO